sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Super-Heróis... De volta ao passado!!!

Super-herói


Um super-herói é um personagem fictício "sem precedentes das proezas físicas dedicadas aos atos em prol do interesse público." Desde a estréia do super-herói Superman em 1938, histórias de super-heróis variando de aventuras para breves episódios contínua longos anos - Grupo sagas - quadrinhos americanos têm dominado a passagem em livros e outros meios de comunicação social.
Uma super-herói feminina é muitas vezes chamada de super-heroína.
Por mais definições, personagens não têm necessidade de ter superpoderes para serem considerados superheróis.
O objetivo dos Super-heróis é, geralmente, a defesa do bem, da paz, o combate ao crime, tomando para si a responsabilidade de ser protagonista na luta do bem contra o mal.

Primeira aparição

Algo bastante controverso, especialmente o modo que você pode classificar um super-herói.
O primeiro registro de um herói fantasiado é a aparição de Pimpinela Escarlate (1903), mas no formato pulp fiction.
Ainda no início do século XX, as pulp novels e os programas de rádio começaram a introduzir personagens como Dr. Syn (1915), Zorro (1919), Green Hornet (1936).
Todos tendo em comum o altruísmo, os uniformes e as identidades secretas.
Heróis com habilidades acima da média também começavam a aparecer durante esse mesmo período, só que como um elemento dentro de obras de ficção.
Alguns exemplos são Tarzan (1912), Hugo Denner (do livro Gladiator de 1930, 1º personagem geneticamente modificado, usado na série Young All-Stars como pai do super-herói Iron Munro… graças ao dominio público), Shadow (1931), Doc Savage (1933) e Spider (1933).
O primeiro personagem extremamente forte a aparecer em uma tira de quadrinhos foi Hugo Hercules (1902).
O primeiro a aparecer com uniforme colante e mascara foi o Fantasma (1936).
O primeiro a aparecer em uma revista em quadrinhos foi the Clock (1936), em uma revista da editora Quality Comics.
Foi a partir de Superman (1938) que o termo "superhero" começou a ser usado (obviamente derivado do nome do personagem), e embora o conceito original fosse muito próximo dos "costumed heroes" (também conhecidos como "masked heroes" ou "mystery men") logo foi evoluindo para o que hoje nós conhecemos como super-heróis.
Além do altruismo, dos uniformes, das identidades secretas e dos poderes e habilidades muito além dos de um ser humano comum, o género contava, muitas vezes, com um cenário urbano e contemporâneo que se aproximava muito mais da vida do leitor aumentando assim o nível de identificação, embora também seja comum cenários futuristas e de outros planetas.

Patentes

Nos EUA, apesar de genericamente utilizado no termo popular, o termo "Super Hero," and "Super Heroes," é uma patente registrada somente aos personagens da DC Comics e Marvel (U.S. Trademark Serial Nos. 72243225 and 73222079). Outras companhias tem utilizado termos como Superhero ou super-hero (com hífen). America's Best Comics, originalmente parte do selo Wildstorm, usou o termo science hero, cunhado por Alan Moore.

Geralmente, de um super-herói deriva pelo menos um super-vilão. Essa "mitologia" que tem a ver com um certo "equilíbrio" do universo entre o Bem e o Mal ou o Caos e a Ordem, foi explorada pelo filme de Bruce Willis, Unbreakable(Corpo Fechado (BR)). Frank Miller segue o conceito em sua graphic novel sobre o Batman, quando mostra que o desaparecimento do homem-morcego fez com que o Coringa também se tornasse inativo e quase um vegetal (considerado "catatônico" pelos médicos que o acompanhavam). Segundo o sociólogo Nildo Viana, o super-heróis são componentes do gênero superaventura, que é caracterizado por um mundo povoado por super-heróis e supervilões.


Exemplos de super-heróis mais conhecidos...

DC Comics

Batman

Batman é um super-herói, personagem de histórias em quadrinhos publicadas pela editora norte-americana DC Comics, cuja primeira aparição alguns acreditam ter sido em desenhos de Frank Foster em 1932, e que foi publicado posteriormente na revista Detective Comics #27, em Maio de 1939. Mais tarde, juntamente a Superman (também da DC Comics) e Homem-Aranha (da Marvel Comics), Batman seria um dos mais conhecidos super-heróis do mundo. Batman foi co-criado pelo desenhista Bob Kane e o escritor Bill Finger, embora apenas Kane receba oficialmente os créditos, apesar de seus esforços para dividir os méritos na criação do personagem. Fã da cultura vampiresca, especialmente das estórias ligadas ao personagem conhecido como Drácula, Kane imaginou um herói baseado no mesmo, com roupas negras, capa vermelha e ligado ao tema dos morcegos, mas foi Finger que deu ao personagem o formato pelo qual ficaria consagrado. Apesar de oficialmente creditado a Bob Kane, os desenhos de Frank Foster II, artista ligado à indústria de publicações de Nova Iorque na década de 1930, foram considerados autênticos pela DC Comics.

Mundo fictício de super-heróis da editora DC Comics (conhecido como Universo DC), Batman tem como sua identidade secreta seu alter ego Bruce Wayne, empresário, playboy e filantropo bilionário. Segundo os quadrinhos, o fato de testemunhar o assassinato de seus pais quando criança teria levado um jovem Bruce Wayne a viajar pelo mundo, tentando compreender a mente criminosa. Treinou todo tipo de artes marciais e técnicas de combate (o trauma de ver seus pais mortos com tiros de revólver lhe deu aversão a armas de fogo), buscando a perfeição física e intelectual. Criou um uniforme baseado numa coisa que o amedrontava quando criança: Morcegos. Ele queria que os bandidos compartilhassem do mesmo temor. E assim, passou a lutar contra o crime. Diferentemente de outros super-heróis, Batman não tem nenhum poder sobre-humano, usando apenas o intelecto, habilidades investigatórias, tecnologia, dinheiro e um físico bem-preparado em sua guerra contra o crime.

Superman

Superman (ou Super-Homem) é um personagem fictício cujas histórias em quadrinhos são publicadas pela editora estadunidense DC Comics, uma empresa subsidiária do grupo Time Warner. A personagem, entretanto, já foi adaptada para diversas outros meios, como cinema, rádio, televisão, literatura e vídeo-game. Superman é um super-herói foi criado pela dupla de autores de quadrinhos Joe Shuster e Jerry Siegel. Sua primeira aparição foi apresentada na revista Action Comics #1 em 1938, nos Estados Unidos.

Superman nasceu no fictício planeta Krypton e foi chamado pelos seus pais de Kal-El (que significaria Filho das Estrelas no idioma kryptoniano). Foi mandado à Terra por Jor-El, seu pai, cientista, momentos antes do planeta explodir. O foguete aterrisou na Terra na cidade de Smallville (por alguns anos, foi traduzida no Brasil como Pequenópolis), onde o jovem Kal-El foi descoberto pelo casal de fazendeiros Jonathan e Martha Kent. Conforme foi crescendo, ele descobriu que tinha habilidades diferentes dos humanos. Quando não está atuando com o tradicional uniforme azul e vemelho, ele vive como Clark Kent, repórter do Planeta Diário (Estrela Diária em Portugal). Clark trabalha com Lois Lane, com quem hoje é casado.
Superman é uma das mais importantes personagens da cultura pop ocidental, sendo o primeiro herói dos quadrinhos a ter uma revista intitulada com seu nome: Superman #1, publicada no verão de 1939. Além disso, Superman foi licenciado e adaptado para diversas mídias, desde rádio até televisão e cinema. O filme Superman Returns foi lançado em 2006, com uma aceitação abaixo das expectativas.
A origem e poderes da personagem foram sendo expandidos e alterados gradativamente ao longo dos anos para acompanhar a evolução do público. A história do Superman foi alterada para permitir as aventuras do Superboy e outros sobreviventes de Krypton foram criados, como Supermoça e Krypto, o supercão. A personagem foi revisado e atualizado mais recentemente em 1986. John Byrne recriou a personagem, reduzindo os poderes do Superman e apagando diversas personagens da versão oficial das histórias, o que atraiu a atenção dos meios de comunicação. A cobertura da imprensa foi novamente recebida na década de 1990, com A Morte do Superman, uma história na qual a personagem era dada como morta.[2]
A propriedade sobre a personagem foi objeto de disputa, com Siegel e Shuster reclamando o retorno de sua propriedade legal. Os direitos autorais são novamente objeto de disputa, com a mudança das leis de direitos autorais permitindo à esposa e à filha de Siegel reclamar uma parte dos direitos autorais, levando a uma disputa com a companhia Warner Bros.

Mulher-Maravilha


A Mulher-Maravilha (em inglês Wonder Woman) é uma super-heroína de histórias em quadrinhos e desenhos animados da DC Comics. Ela é a princesa de Themyscira (às vezes chamada de Ilha Paraíso), filha da rainha das amazonas, Hipólita. Sua mãe a criou a partir de uma imagem de barro, à qual cinco deusas do Olimpo deram vida e presentearam com superpoderes. Já adulta, foi enviada para o "mundo dos homens" para espalhar uma missão de paz, bem como lutar contra o deus da guerra, Ares. Tornou-se integrante da Liga da Justiça, assim como Superman e Batman. Ela foi a primeira heroína a ser criada, em 1941, pela DC Comics. Estreou em All Star Comics #8 (Dez. 1941).




Flash

Flash é um nome compartilhado por diversos super-heróis da DC Comics. Criado pelo escritor Gardner Fox e pelo artista Harry Lampert, o Flash original estreou em Flash Comics #1 (1940).
Uma vez apelidado velocista escarlate, o Flash possui "super-velocidade", que inclui a habilidade de correr e mover-se extremamente rápido, usar reflexos sobre-humanos e violar certas Leis da Física. Até então, quatro diferentes personagens, cada qual de algum modo ganhou o poder da super-velocidade, assumiram a identidade de Flash: Jay Garrick (1940-1956), Barry Allen (1956-1986), Wally West (1986-2006, 2007-) e Bart Allen (2006-2007).
A segunda versão do Flash é geralmente considerada o primeiro herói da Era de Prata dos Quadrinhos e o super-herói permaneceu um dos mais populares desde então. Cada versão do Flash foi um membro chave ou da Sociedade da Justiça da América ou da Liga da Justiça, principais grupos da DC.
Uma versão Barry Allen, com características de Wally West foi vista em um seriado de tv, estrelado por John Wesley Shipp. Uma versão Wally West foi utilizada na série animada Liga da Justiça.


Robin

 

 

 

 

 

 

 

 


Robin é uma identidade utilizada por diferentes personagens de histórias em quadrinhos da editora americana DC Comics. É parceiro do herói Batman. Criado por Bob Kane e Bill Finger, em conjunto com Jerry Robinson, sua primeira aparição foi em 1940, na edição 38 da revista Detective Comics. 

Na cronologia original, cinco personagens usaram a identidade de Robin.


Marvel Comics

Hulk


O Incrível Hulk é um dos personagens mais conhecidos das histórias em quadrinhos. Foi o super-herói da segunda série de histórias criada por Jack Kirby e Stan Lee, em 1962, dando continuidade à revolução dos quadrinhos iniciada com o Quarteto Fantástico. Seu nome verdadeiro é Dr. Robert Bruce Banner.


Homem-Aranha

O Homem-Aranha (Spider-Man em inglês) é um personagem fictício da Marvel Comics. É um dos mais importantes e populares super-heróis das histórias em quadrinhos, séries animadas, filmes,Jogos e outras formas de mídia. Suas revistas estão entre as mais vendidas do gênero no mundo há décadas. É a identidade secreta de Peter Parker. Foi criado por um dos mais bem-sucedido criadores moderno de histórias em quadrinhos, Stan Lee e por seu grande parceiro, Steve Ditko. Até muito antes da publicação de Homem-Aranha no meio da década de 60, os heróis seguiam um padrão mais ou menos uniforme de rigidez moral e retidão, tanto em suas vidas normais quanto quando travestidos em seus alter-egos. Além disso foi o primeiro herói a ganhar dinheiro com o uso de seus poderes: Peter Parker vende fotos do Homem-Aranha para o Clarim Diário. Seus motivos, porém, são altruístas: ele ajuda a tia viúva e idosa a pagar as contas, principalmente com os remédios. É, portanto, um dos super-heróis mais humanizados das histórias em quadrinhos, o que o levou a um sucesso estrondoso e a uma competição direta de popularidade com ícones do nível de Superman e Batman.


Capitão América

 

Capitão América (Captain America, em inglês), é o alter ego de Steve Rogers, um personagem de HQ (história em quadrinhos) da Marvel Comics. Foi criado por Joe Simon e Jack Kirby, apareceu pela primeira vez em Captain America Comics #1 (Março de 1941).
O Capitão América foi o maior de uma onda de super-heróis surgidos sob a bandeira do patriotismo estadunidense, que foram apresentados ao mundo pelas companhias de histórias em quadrinhos, durante os anos da Segunda Guerra Mundial. Ao lado de seu parceiro Bucky, o Capitão América enfrentou as hordas nazistas durante a Segunda Guerra Mundial, mas o herói caiu na obscuridade após o fim dos conflitos.

 

X-Men

Os X-Men são uma equipe de super-heróis de histórias em quadrinhos publicada nos Estados Unidos pela Marvel Comics. Criados por Stan Lee e Jack Kirby, estrearam em The X-Men #1, publicada em setembro de 1963.

Os X-Men são mutantes: humanos que, como resultado de um súbito salto evolucionário, nasceram com habilidades super-humanas latentes, que geralmente se manifestam na puberdade. Consequentemente, em suas histórias, vários homens comuns têm um intenso medo e/ou desconfiança dos mutantes (cientificamente chamados de Homo superior), que são vistos pelos cientistas em geral como o novo degrau da evolução humana. Logo, muitos os consideram uma ameaça à própria sociedade humana. Tensão esta exacerbada por mutantes que usam seus poderes para fins criminosos.
Para combater estes "mutantes malignos" (tais como Magneto e sua Irmandade de Mutantes) e promover a coexistência pacífica entre as duas raças, o benevolente Professor Charles Xavier, (ou Professor X, o milionário que é, secretamente, um dos maiores telepatas da Terra), fundou uma academia para treinar jovens mutantes e doutriná-los em seu sonho de "harmonia inter-racial". Ocultando sua real intenção do restante do mundo sob a fachada do Instituto Xavier Para Jovens Super-Dotados, Charles deu, assim, início ao seu sonho.
As histórias dos X-Men contam com personagens de diversas etnias sendo, talvez, a revista em quadrinhos mais multicultural já publicada pela Marvel. Este aspecto foi introduzido quando o título, que havia sido cancelado, foi retomado nos anos 1970. Nesta década, o elenco (que contava apenas com mutantes americanos) foi diversificado, adicionando-se personagens da Alemanha, Irlanda, Canadá, União Soviética, Quênia e Japão. Personagens representando várias outras etnias e cenários culturais foram subsequentemente adicionados. As histórias também retratavam temas relacionados ao status das minorias, incluindo assimilação, tolerância e crenças na existência de uma "raça superior".
Os X-Men se expandiram para o cinema e televisão, incluindo alguns dos mais bem-sucedidos desenhos animados exibidos no Brasil nas manhãs de sábado: X-Men: Animated Series, X-Men Evolution e Wolverine e os X-Men. O ano 2000 viu a estréia bem-sucedida de X-Men filme dirigido por Bryan Singer. Sua sequência X2: X-Men United foi lançada em 2003, novamente sob direção de Singer, e um terceiro filme, X-Men: The Last Stand, desta vez dirigido por Brett Ratner, foi lançado em 26 de maio de 2006.

Thor

Thor ou Tor (nórdico antigo: Þórr, inglês antigo: Þunor, alto alemão antigo: Donar) é o mais forte dentre deuses e homens, é um deus de cabelos vermelhos e barba, de grande estatura, representando a força da natureza (trovão) no paganismo germânico, disparando raios com o seu poderoso martelo Mjolnir. Ele é o filho de Odin, o deus supremo de Asgard, e de Jord (Fjorgyn) a deusa de Midgard (a Terra). Durante o Ragnarök, Thor matará e será morto por Jörmungandr. Thor também é chamado de Ásaþórr, Ökuþórr, Hlórriði e Véurr.

Ele era grande para um deus, extremamente forte (podendo comer uma vaca em uma "refeição"). Thor adorava disputas de poder e era o principal campeão dos deuses contra seus inimigos, os gigantes de gelo. Os fazendeiros, que apreciavam sua honestidade simplória e repugnância contra o mal, veneravam Thor em vez de Odin, que era mais atraente para os que eram dotados de um espírito de ataque, ou que valorizavam a sabedoria. A arma de Thor era um martelo de guerra mágico, chamado Mjolnir com uma enorme cabeça e um cabo curto e que nunca errava o alvo e sempre retornava às suas mãos. Ele usava luvas de ferro mágicas para segurar o cabo do martelo e o cinturão Megingjard que dobrava sua força. Sua esposa era Sif, a deusa da colheita, com quem teve uma filha Thrud (Força), e de sua união com a giganta Jarnsaxa, teve os filhos Magni (Força) e Modi (Coragem). Os antigos escritores (Saxo, Adam de Bremen, Aelfric, Snorri) identificaram Thor com o deus Greco-Romano Júpiter porque ambos são filhos da Mãe-Terra, comandante das chuvas, dos raios e trovões, são protetores do mundo e da comunidade cujo símbolo era o carvalho, representando o tronco da família. Os animais de ambos deuses era o carneiro, o bode e a águia. Thor era sempre apresentado com seu martelo e Júpiter com seu cetro. Thor matou a serpente Jormungand e Júpiter o dragão Tifão.O historiador Tácito identificou Thor com Hercules, por causa de seu aspecto, força, arma e função de protetor do mundo.
Thor gostava da companhia de Loki, apesar do talento desse embusteiro para colocar ambos em confusões. As histórias de suas aventuras estão entre as mais ricas da mitologia nórdica. No panteão nórdico, Thor era o destruidor do mal e o segundo maior expoente dos deuses Aesir. A imagem de Thor aparece em muitas estelas rúnicas assim como seu nome ou seu martelo. Thor é um excelente guerreiro e já derrotou muitos gigantes, trolls, monstros, berserker e feras, segundo o Edda em Prosa. Thor percorria o mundo numa carruagem puxada por dois bodes chamados Tanngrísnir e Tanngnjóstr. Conta-se que quando Thor percorria o céu nessa carruagem as montanhas ruiam, e o barulho provocado pelas rodas do veículo originavam os trovões. Thor habita em Thrudheimr (ou Thrudvangr) no salão Bilskirnir onde ele recebia os pobres depois que haviam morrido. Esse salão possui 540 acomodações e é considerada a maior de todas as construções. O mensageiro de Thor era o veloz Thjalfi e sua criada era Röskva, irmã de Thjalfi. Quando Thor estava longe de seu lar ele matava seus bodes e os comia, e depois os ressuscitava com martelo mágico. Thor é o criador da constelação conhecida pelos vikings como Dedo de Aurvandill. Era Thor o deus que mais possuia templos na Escandinavia.
No Ragnarok, a tarefa de Thor sera matar a cruel Jormungand ou Serpente Midgard (uma serpente tão grande que envolve a Terra), cria de Loki, mas ele morrerá na batalha.
Os anglo-saxões deram o nome de Thor ao quinto dia da semana, Thursday, ou "Thor's day" (quinta-feira, em inglês); o mesmo aconteceu entre os escandinavos que chamaram a quinta-feira de "Torsdag".

 Outros

Hellboy

Hellboy é um personagem de Histórias em Quadrinhosdo mesmo nome, criada por Mike Mignola e editada nos Estados Unidos pela Dark Horse. No Brasil, já foram lançados várias revistas. Em Portugal, já foram lançados dois álbuns pela Devir.

Nascido nas profundezas do Inferno, Hellboy (ou, como é conhecido pelo seu nome verdadeiro, Anung un Rama) é um enorme ser de aspecto diabólico, filho de um demônio com uma feiticeira. Foi descoberto pelo Professor Trevor Bruttenholm e soldados Aliados nas ruínas de uma capela nas Ilhas Britânicas em 23 de dezembro de 1944, após ter sido invocado do Inferno por uma ação conjunta de Rasputin, o monge louco e da Alemanha Nazista, que havia criado o projeto Ragnarok, com o intuito de trazer o apocalipse à terra. Hellboy, todavia, mostrar-se-ia de boa índole. Bruttenholm criou o pequeno demônio, ensinando-lhe a importância de ser humano, e treinou-o para combater as forças das trevas. Hellboy inclusive ganhou "status honorário de humano" das Nações Unidas em 1952.
Ao atingir a maioridade, Hellboy passou a integrar o B.P.R.D. (Bureau for Paranormal Research and Defense) ao lado de figuras como Abe Sapien, Liz Sherman. Suas aventuras combatendo o mal levam-no a viajar por todo o mundo enquanto enfrenta ameaças tão diversas como vampiros, lobisomens, fantasmas, monstros, antigos deuses da noite, ladrões de túmulos, golens, e finalmente, os mais importantes dos seus inimigos: um grupo de Nazistas (que sobreviveu até hoje numa câmara criogênica) e o espírito imortal de Rasputin, que assombra Hellboy com revelações sobre o seu verdadeiro propósito e o seu destino de destruir o mundo que tanto ama.

 

 


 

 

 


 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário